Dicas para viajar sozinha

Dez verdades que ninguém te conta sobre viajar sozinha

Viajar sozinha é minha terapia. É aquele momento que passo algumas horas conversando comigo mesma, decidindo sem nenhum ser humaninho dando palpite. Maravilhoso? Sim, mas também tem suas desvantagens no dia a dia. Já viajei sozinha algumas vezes e, conversando com uma amiga que embarca numa grande viagem este mês, ficamos rindo das furadas que a gente encontra ao ficar sem ninguém conhecido por perto. E, voilà, fiz uma listinha de algumas situações que a gente passa quando está sozinha e, claro, aproveita para tirar o melhor delas depois. Se você não tem companhia para viajar, não desista. Respire fundo, compre um bilhete e se jogue no mundo:

1) Acostume-se com a cara das pessoas

Alguns vão perguntar: “Mas por que você está sozinha, enquanto fazem uma carinha de dó como se o mundo estivesse te abandonado”. Eu sorrio e, de maneira simpática, dou uma resposta variada, mas nesse tom: “Eu tinha dinheiro e tempo, mas meus amigos/ familiares/namorados/ peguetes/ flertes estão fazendo outras coisas. E não ia perder a chance de viajar por isso, né?”. No fundo, muita gente tem medo de sair sozinha, viajar sozinha ou até ficar sozinha num restaurante. E, sendo franca, quando você mostra que pode fazer isso causa uma cara de espanto nos medrosos. Ao viajar sozinha terá que se acostumar com essas perguntas. Provavelmente, ninguém pergunta isso para um homem, mas as mulheres sofrem com isso no aeroporto, no hotel, no balcão da agência de viagens, no restaurante etc.

2) Ir a um restaurante sozinha é excelente, mas você não vai ter com quem dividir a conta

Eu sou uma chata pra comer assumida (#mechamaClaudeTroisgros). Então, ir a um restaurante sem nenhum olhar me criticando quando peço meu prato sem salada ou troco o almoço típico por um hambúrguer com batata frita é uma benção. Você consegue a mesa muitooo mais rápido quando está sozinha, mas vai ter que pagar a conta sozinha também. Lá fora as porções geralmente são individuais e, por isso, não tem muito problema com o desperdício de comida, mas você não terá com quem dividir uma entradinha ou uma sobremesa. Eu que amo cerveja me dou mal também. Quando estou com uma companhia cervejeira posso dividir e provar mais cervejas, mas se estou sozinha é difícil ficar bebendo várias.




3) Você vai flertar sem ser julgada

Sabe aquele carinha gato que você achou por acaso no hostel ou no city tour? Então, você vai poder conversar com ele por horas ou aceitar o convite do digníssimo para visitar um museu que você já foi três vezes sem ser julgada por nenhuma amiga. Você evita ouvir coisas como: “Ah amiga, ele é da Suécia.. você nunca mais vai vê-lo” e “Jura que você gostou desse americano com cara de nerd?”. Deixe o julgamento para quando vocês conversarem via Skype no fim do dia. Afinal, você vai querer contar dos flertes para as amigas, mas elas estarão longe.

4) Se quiser fotos boas terá que ser cara de pau

Essa arte eu domino. Às vezes quando visitava um museu ou monumento sozinha ficava tímida de pedir para alguém tirar uma foto minha mais de uma vez. Agora isso passou e, sim, eu peço pro colega passante tirar uma foto e, quando não gosto, espero outra alminha boa e repito a foto – sem pudores. Quando a gente está com amigos faz graça, tira fotos divertidas e posa feliz – e repete a pose mil vezes até ficar boa pras redes sociais (todo mundo faz isso). Sozinha também dá!! É só ter paciência. Em maio, quando estava no Camp Nou, pedi para umas três ou quatro pessoas tirarem a mesma foto porque elas não entendiam que eu queria o “més que um club” na minha foto. Por fim, um rapaz que estava com a namorada se ofereceu para tirar minha foto, a imagem ficou boa e tirei uma foto do casal feliz também.

5) Você vai ficar horas sem falar

Se você pegar um voo pra Europa, por exemplo, vai ficar pelo menos 9 horas sem conversar com nenhum conhecido. Ruim? Não necessariamente. Eu aproveito para escrever, ouvir música, repassar o que vou fazer na viagem ou dormir. Num tour de 11 dias que fiz pela Inglaterra e Escócia estava num grupo só de gringos. No fim, eu já estava até sentindo falta de falar Português, mas nada que uma ligação para casa não curasse.






6) Ninguém vai te avisar se você estiver com o rosto sujo ou o cabelo bagunçado

Ok, essa é um dica de estética. Numa das vezes que fui comer os famosos Pastéis de Belém, em Lisboa, saí do café sem ir ao banheiro e não percebi que estava com o rosto sujo de canela e açúcar. Só percebi depois de várias fotos. Então, se sair sozinha leve um espelho na mão e vá sempre ao banheiro depois de comer para checar o visual, escovar os dentes, pentear o cabelo ….

7) Você vai se desacostumar a viajar com os outros

Depois de tanto viajar sozinha, quando viajo acompanhada fico querendo um tempinho só pra mim. Aquele passeio sem pretensão de chegar a algum lugar, aquele museu que você quer visitar no seu tempo ou aquela igreja que você quer entrar e ficar lá vendo tudo sem pressa. Fiz uma viagem de um mês pelos EUA com amigas, mas não deixei de tirar meu tempo para ver Wicked na Broadway mais uma vez enquanto umas foram fazer compras e outras foram na estátua da Liberdade. Em Barcelona, em maio, eu estava com duas amigas, mas elas não quiseram ir na Casa Battló. Fui sozinha e virou meu lugar favorito da cidade. Ter tempo sozinha é saudável, ainda que numa viagem acompanhada.

8) Você vai comprar mais livremente

Ah o consumismo… Se você viaja com amigas vai acabar gastando mais naquele esquema: “Olha, amiga, a sua cara!” e “Se não levar vai se arrepender”. Mas se viaja com o namorado ou com a família vai ser julgada em algum momento: “Diana, você já tem 38 blusas como essa e não usa nenhuma” e “Você não foi na Sephora ontem?”. Mas quando viaja sozinha, vai poder ficar o tempo que quiser na sua loja favorita e, assim, gastar mais livremente e escolher com calma. Em Lisboa, ano passado, todo dia eu visitava a Sephora – minha loja favorita no mundo (Mas juro que  a loja ficava a 5min  de onde eu estava hospedada).

9) Você pode não fazer amigos

Já contei aqui como é maravilhoso fazer amigos em viagens, mas às vezes você não conhece ninguém. Uma vez fiquei cinco dias em Nova York sozinha e me hospedei num hotel. Ou seja, não conheci ninguém. Mas, como era o fim de uma viagem em grupo, não tive muito problemas em ficar cinco dias fazendo o que eu quisesse e num dia encontrei um amigo querido que morava em New Jersey. De qualquer forma, se tivesse ficado num hostel talvez tivesse feito amigos.

10) Ser simpático o tempo todo cansa

Verdade seja dita: quando você está viajando com amigos pode acordar com qualquer cara, tomar café sem falar nada e pronto. Amigos entendem os dias bons e ruins. Mas quando você está sozinho tem que ser simpático no café da manhã no hostel para fazer amiguinhos. Ou ser simpático no city tour e enquanto visita um museu para pedir que alguém tire sua foto. E nem sempre a gente acorda com essa disposição toda com o mundo, né? Então, é preciso achar o equilíbrio sem fazer a falsiane viajante em busca de companhia.

Gostou? Leia também:

26 comentários sobre “Dez verdades que ninguém te conta sobre viajar sozinha

  1. Concordo com tudo Diana! Faz tempo que estou ensaiando um post assim também. Viajar sozinha é realmente libertador em todos os sentidos. Você passa a se conhecer melhor e a se respeitar mais também, especialmente a vontade de não fazer as coisas. Mesmo com todos os perrengues internos e os pensamentos que correm soltos, é uma experiência que vale à pena, sem dúvida alguma!

    1. Hahahaha, morri com a do cabelo bagunçado! Até porque se for viajar com o marido ele também não avisa!! Rsrs Muito verdade o que você escreveu, a cara de pau vai existir quase sempre, até viajando de casal, mas quando se está só é ela ou só foto selfie! Não ter que ser simpático também é libertador. Muito bacana sua reflexão!

  2. Sensacional esse post! Como já te contei, eu tinha um super tabu (pra não falar preconceito) em viajar sozinha, mas superei quando fiz 3.0.
    Pra mim, o que mais pegava era o julgamento dos outros: nossa, tá sozinha, nao deve ter amigos hahahaha
    quando na verdade é isso msm: to sozinha pq to com grana e dias pra viajar. Como meu pai diz: antes só do que mal acompanhada!
    beijao

  3. O máximo que já cheguei de “viajar sozinha”, foi ir com duas amigas que “cansavam rápido demais”… ai eu tinha que sair pela cidade sozinha fazendo meus passeios turísticos rsrs… foi legal, mas confesso que prefiro companhia. Mas não sou daquelas pessoas que fazem cara estranha não tá? acho um sucesso quem encara e sai conhecer o mundo independentemente de estar sozinha ou não! bjs

  4. Amei o post, Di! Nunca viajei sozinha, e confesso que concordei com tudo o que você disse sobre viajar junto com outras pessoas, as vezes dá vontade de sair sem destino, sem companhia… tipo desbravando o mundo!! rsrsrs sobre as fotos, mesmo acompanhada sou a louca das fotos, levo o “pau de selfie” e acabo fazendo minhas próprias fotos pq sou bem chata rsrsrs

  5. Adorei o seu ponto de vista! Confesso que ainda não tive a oportunidade, ou coragem..ou até mesmo vontade de fazer uma trip longa sozinha, mas deve ser um momento para curtirmos nós mesmos e sem se preocupar com nada e ninguém!

  6. Eu amoooo viajar sozinha. Verdade que acabo viajando mais com meu namorado, mas mesmo nas viagens com ele, já passei alguns ou vários dias sozinha e simplesmente adoro essa experiência, As duas são boas, ter alguém do lado te permite alguém pra comentar algo legal pra tirar a foto que você quer e tudo mais, mas a liberdade de estar sozinha e fazer simplesmente tudo que quer, é sensacional! Concordo muito com as verdades e ainda acho que quem ainda não fez isso, precisa experimentar pelo menos uma vez na vida.

  7. Kkkk…bem isto mesmo, a gente acaba pagando uns micos quando viaja sozinha. Mas faz parte não é!? Tudo na vida tem seu lado bom e não tão bom assim. No final sempre vale a pena.

  8. Muito bom Di, eu não tive essa experiência em viajar sozinha, mas algumas coisas eu deixava de fazer por falta de companhia, por exemplo ir na academia. Chegou um dia que acordei pra vida e fui sozinha, acredita que foi a melhor coisa que fiz hehe.. além de ficar magrinha e ganhei muitas amigas hehe..
    Parabéns pelo post, é incentivador bjsss

  9. Primeiro adorei as questões levantadas inclusive, porque muitas me identifiquei kkkkk!!!

    Agora algumas coisas são bem comuns, do tipo viajo sozinha porque meus amigos não tem grana pra me acompanhar sorry é uma verdade, até porque cada um coloca a prioridade que quer né..
    Outra maravilhosa é a quantidade de amigos que vou fazendo, e espalhando pelo mundo adoro!!!!
    Você está de parabéns arrasou no post!!!

  10. Que experiência bacana. Nunca viajei sozinha e confesso que não sei se sei.kkk Estou tão acostumada a ir junto com alguma a pessoas que parece estranho. Mas esta ai uma experiência que preciso fazer pra ver se sei.kkkk

  11. Chega ser engraçado alguns pontos e outros nem tanto. Só viajei sozinha a trabalho e algumas coisas que você relatou passei pelo o mesmo. Assim como tudo na vida tem os seus Pós e contras, mas nunca deixe de viajar!!!

  12. Achei muito bom o seu post, Diana! Eu tenho muita vontade de viajar sozinha (estou planejando uma viagem) e dá muito friozinho na barriga só de me imaginar sozinha na Europa…haha mas é bom ler o seu post é perceber que dá pra fazer isso! Obrigada!

  13. Fui em Outubro comemorar meus 6.7 em Aracaju.
    Fiquei em um Hostel compartilhei acomodação.
    Fiz os passeios. Comemorei nos Cânions do Xingo! O sono era meu!
    Fui tudo maravilhoso!
    Fui com Deus! Ele não reclamou, reparou nada. Ainda me protegeu!
    Foi bom demais!
    Rumo aos 6.8 !!!

  14. Eu sempre viajei sozinha desde meus 26 anos e Amo. Hoje com 48 viajo eu e meu filho 9 anos, mas confesso que as vezes gostaria de ficar sozinha, ele controla meu dinheiro o que devo ou não comprar. Isso irrita eu amo viajar.

Deixe uma resposta