Vale da Lua Goiás

Dicas e cuidados para conhecer o Vale da Lua na Chapada dos Veadeiros

Uma das atrações mais visitadas na Chapada dos Veadeiros, em Goiás, é o Vale da Lua. E o que lá tem de tão especial? A energia é bem diferente, e as pedras do lugar têm uma cor cinza que parece a superfície da lua. O rio São Miguel passa entre as rochas, formando três piscinas que podem ser visitadas na época de seca. 

Vale da Lua dicas

O Vale da Lua é uma propriedade particular que cobra R$ 20 de entrada, e o visitante precisa preencher dados como nome, endereço e telefone de emergência. A trilha até as pedras é bem tranquila de, aproximadamente, uns 600 metros.

Trilha do Vale da Lua
A trilha do Vale da Lua: região foi atingida por incêndios

Como fui logo após o incêndio, em novembro de 2017, parte da vegetação estava bem queimada e, em alguns lugares, o solo ainda estava quente. Foi bem triste ver, mas ao mesmo tempo, ver as mudinhas saindo do chão dá aquela sensação de gratidão por a natureza ser tão perfeita.

 

Vale da Lua
Vegetação do Vale da Lua depois do incêndio

Como chegar ao Vale da Lua?

Saindo de Alto Paraíso, o Vale da Lua fica na direção do Parque Nacional e da Vila de São Jorge. Basta pegar a Rodovia GO-239 e seguir até a placa que indica a estradinha de terra que é preciso percorrer até chegar ao vale.  Na entrada, logo no estacionamento, há barraquinhas que vendem salgados, refrigerante, água e água de coco.

Reserve já o seu hotel na Chapada dos Veadeiros e garanta o menor preço

vale da lua pedras
A paisagem bem diferente do Vale da Lua, em Goiás

Para visitar o vale é fundamental ir com calçado apropriado, levar repelente e filtro solar. As piscinas são bem fundas e cheia de pedras. O lugar costuma fechar quando chove pelo perigo de tromba d’água. É preciso muito cuidado no local porque as pedras são escorregadias e uma queda pode ser fatal. Fiz uma pesquisa nos jornais locais e encontrei vários casos de pessoas que morreram ao cair das pedras ou afogadas nas piscinas do Vale. Ou seja, todo cuidado é pouco.



 

Vale da Lua

Cuidados e dicas

Vi pessoas de todas as idades por lá, incluindo crianças. Mas eu não levaria crianças justamente pelo perigo. Apesar de ser uma atração aparentemente tranquila, é preciso muita atenção para caminhar nas pedras. Há cordas alertando por onde não andar, mas, ainda assim vi pessoas se arriscando em locais proibidos e tirando selfies na ponta das pedras.

Você pode combinar o Vale da Lua com outro passeio. No meu roteiro, fiz o vale pela manhã e, à tarde, a Fazenda São Bento onde visitei as cachoeiras Almécegas I e Almécegas II. Outra opção é ir em Loquinhas ou conhecer a cachoeira dos cristais.

E aí, encantado e curioso para conhecer esse lugar?

Vale da Lua

Rodovia GO-239, km 29, s/nº – Zona Rural, Alto Paraíso de Goiás, Goiás.

 

Vale da Lua piscina
Mergulho numa das piscinas do Vale da Lua

 


 




Booking.com

 

Leia também:

Um comentário sobre “Dicas e cuidados para conhecer o Vale da Lua na Chapada dos Veadeiros

Deixe uma resposta