Contiki vale a pena opiniões e dicas

Contiki: experiência que vale a pena para quem viaja sozinho

Se você tem medo de viajar sozinho ou tem preguiça de planejar uma viagem, o Contiki pode ser a solução perfeita e, com certeza, valerá muito a pena. A empresa especializada em viagens para jovens de 18 a 35 anos, tem roteiros por todo o mundo que ajudam a fazer novos amigos e conhecer dezenas de lugares facilmente.  Já fiz quatro tours com eles, e recomendo principalmente pela praticidade e pelo preço. No Brasil, as vendas são feitas pela STB ou diretamente pelo site deles.

O Contiki funciona assim, você viaja com um grupo de umas 40 a 50 pessoas jovens de todo o mundo, mas não fica preso a ninguém e tem muita festa e atividades diferentes. O tour tem um guia que só fala inglês e, geralmente, as viagens são feitas em ônibus pelos destinos. Se o destino for na Europa, os tours costumam começar por Londres e, no dia anterior, há uma reunião na sede do Contiki para dar orientações. Ou, então, a viagem começa no primeiro hotel do passeio, e você faz uma espécie de check-in com o guia que te explicará o dia a dia.

Cada viagem tem opções de passeios que são pagos por fora no início da viagem. Muitas dessas atividades são maravilhosas, como passeio de gôndola em Veneza ou de helicóptero em Las Vegas, por exemplo. Geralmente, as pessoas fazem praticamente tudo. Há também uma foto oficial (você vai querer lembrar da galera) e uma camiseta de lembrança.

O dia a dia do Contiki funciona assim: a guia faz uma programação diária com indicações de horários e lugares para visitar e fixa num cartaz fofo (Olha o meu de Vienna aí abaixo). Ele pode começar com um tour pela cidade e, depois, ter a tarde livre e uma festa à noite, por exemplo. Ninguém é obrigado a fazer nada, mas é legal participar das atividades como walking tour porque aí você conhece mais os colegas. Nessa aí de Vienna tinha um jantar e, depois, fomos a um parque de diversões da cidade. No dia seguinte tinha o walking tour e o dia livre. O opcional era conhecer uma fábrica de licores e um jantar com concerto de música clássica.

Contiki Vienna, Contiki dicas, Contiki como funciona

Você pode escolher ter um quarto só seu, pagando a mais por isso, ou ter um roomate para dividir com você. Eu sempre dividi o quarto e nunca tive problemas. Nem sempre você divide o quarto com brasileiros, até mesmo porque já fiz tour onde eu era a única brasileira. E é sempre menina com menina e menino com menino. O bom de dividir quarto com gringo é que você já vai treinando o Inglês, mas ao dividir com um brasileiro vocês vão ter aquele momento pra fofoca, ouvir música brasileira etc.

Para a minha primeira viagem à Europa, optei pelo European Inspiration que passa por 10 países em 19 dias. É corrido, mas para uma primeira viagem é bom porque você consegue ver o principal da Europa de uma só vez: Big Ben, Torre de Pisa, Coliseu, Torre Eiffel, Muro de Berlin etc. Basicamente esse tour fica 2 dias em cada local, e acrescentei mais dias em Londres, antes da viagem, e em Paris, depois da viagem. Fiz amigos de várias partes do mundo, com a facilidade de não ter que me preocupar com hotel ou transporte e conhecendo cidades que eu não iria sozinha.

Contiki Roma, Contiki vale a pena, Contiki Dicas
Felicidade em Roma: primeiro Contiki

Depois desse fiz o England and Scotland que passa por várias cidades da Inglaterra e vai até a Escócia. Foram dez dias conhecendo lugares como Liverpool, York, Lago Ness, St. Andrews,Glasgow e Edinburgo. Foi muito maravilhoso esse tour, e tinha um ritmo mais calmo que o da Europa. Depois das duas experiências na Europa, parti para os Estados Unidos e também foi ótimo. Escolhi o Best of USA, começando em Los Angeles e terminando em Nova York.

No tour nos EUA a gente pegava avião para se locomover entre as cidades, e não o tradicional ônibus do Contiki. Foi bem interessante também, e econômico porque a viagem incluía os voos internos. Ficamos três dias em cada lugar, mas cheguei antes em LA e fiquei mais tempo em NY.

E, finalmente, o último Contiki que fiz foi Vienna e Budapeste, um tour pequeno de apenas cinco dias, mas que foi muito divertido porque o grupo era ótimo.  Todos os tours foram maravilhosos e, por isso, recomendo muito o Contiki para os amigos. É uma excelente forma de fazer uma viagem já organizada, mas com muita liberdade e, ao mesmo tempo, companhia para sair à noite. Há muitas opções no site deles, e a minha dica é veja tudo certinho para não se frustrar.

 

Dicas para quem vai fazer um Contiki:

– O limite de bagagem é de 20kg no começo do tour, mas depois você pode levar mais de uma mala sem problemas;

– Peça dicas ao guia e faça anotações no mapinha que ele vai te dar a cada cidade;

– Tire fotos da programação e guarde no celular para lembrar o que fazer, e anote o endereço do hotel num papel (vai que você perde o celular, né?);

– Fique esperto para não se perder, especialmente nas cidades pequenininhas, ou confundir os horários de saída do ônibus;

– Escolha bem as atividades-extra. Em Roma, a sugestão era um restaurante de massas que servia porções bem pequenas;

– Dê uma olhada no fórum do site do Contiki. Já fiz amigos por lá antes mesmo do tour começar e fomos juntos à Disneylândia;

– Faça amizades com todo mundo sem preconceitos (lembra disse texto aqui);

– Deixe para dormir no fim da viagem. Saia, dance e divirta-se com a galera;

– Deixe seu passaporte no hotel sempre que for sair, especialmente para beber. Leve um outro documento que, em caso de perda, não estragará sua viagem;

– Sente em lugares diferentes do ônibus para interagir com mais pessoas;

– Não se afobe para tentar ver tudo… relaxe!

 

Contiki vale a pena
Tristeza no fim do Contiki
Anúncios

26 comentários sobre “Contiki: experiência que vale a pena para quem viaja sozinho

  1. Olá, gostei bastante das dicas. Vou viajar com o Contiki pela primeira vez agora em junho, mas nõ consigo contato com meus companheiros de viagem pelo site. Vc poderia me explicar como encontrou? Já cadastrei, procurei e nada! Grata desde já! 🙂

    Curtir

  2. Di, acho que um dos primeiros blogs que li sobre o Contikir foi o seu, não conhecia ainda (já tinha lido antes, agora voltei aqui pra comentar). Muito legal essa ideia, podiam aumentar um pouquinho a idade até os 40 anos ne? Parabéns pela super dica. beijao

    Curtido por 1 pessoa

  3. Nossa Di que bacana, não tinha conhecimento disso, achei super legal e interessante. Esse tour que fez para Europa é o que gostaria de fazer também..Demais!
    Obrigada por compartilhar conosco, foi um aprendizado. Ainda não tive coragem de viajar sozinha, deve ser uma experiência incrível. Parabéns pelo.post bjss

    Curtido por 1 pessoa

  4. Que maneiro! Você já fez para diversos lugares e eu, nunca ouvi falar nesse sistema de viagem!!.. Muito fofo a forma como eles deixam a programação exposta para o grupo e achei o maximo a sua dica de não dormir durante a viagem …kkkk.. eu tento, mas ainda não consegui.. a carne é fraca e acabo dormindo.

    Curtido por 1 pessoa

  5. Di, muito legal esse post. Não conhecia a Contiki e não sabia desse esquema de viagem. Já viajei bastante sozinha mas como gosto muito de planejar e organizar as coias por conta, nunca procurei esse tipo de coisa. Mas gostei bastante da dica e vou deixar essa carta na manga pra quando precisar né. Aliás, li a cronica que você colocou o link e adorei 🙂

    Curtir

  6. Esse post foi um verdadeiro achado, Diana! Sou super adepta a esses tipos de programas que promovem a integração entre as pessoas.
    Sem contar, que para uma primeira viagem internacional, isso pode ser uma mão na roda.
    Também acaba com as desculpas do pessoal que fala que não viaja porque não tem companhia.
    Super amei! Obrigada por compartilhar essa dica! ♥

    Curtido por 1 pessoa

  7. Diana,

    Adorei ler seus relatos porque estou cogitando fazer uma viagem pelo Contiki no ano que vem… já viajei sozinha para NY esse ano, mas agora quero ir para Califórnia e lá, como não dirijo, acho que o Contiki me atenderia melhor, principalmente pela questão da locomoção…
    Uma dúvida: você contratou pelo STB ou direto pelo site do Contiki?

    Os quartos dos hotéis na Califórnia eram bons? Para ficar em quartos individuais sai muito mais caro???

    Obrigada!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Olá… eu já fiz as duas coisas: pela STB ou via Contiki. Com a STB tem taxa, mas você consegue parcelar o valor. Direto no Contiki vc paga conforme o calendário deles: Entrada + antes do tour. Os hotéis eram muito bons nos EUA. Padrão 3 ou 4 estrelas. Na Europa alguns eram Ibis, mas tudo sempre com conforto. Me manda um email que procuro os nomes pra vc.. beijos

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s