Lisboa: dicas do que fazer na cidade

Lisboa é aquela cidade que te faz se sentir na casa da avó, mas com a festa dos primos. Tem comida boa, história, amor e, ainda, muita boemia e juventude. Muitos brasileiros têm Lisboa como o primeiro destino na Europa porque os voos são mais baratos, a cultura bem parecida com a nossa e há a facilidade da língua. Em cinco dias dá para conhecer bem a capital e ainda fazer um bate-volta em cidades próximas.

A primeira dica é na hora de comprar a passagem: a TAP, a empresa aérea portuguesa, tem tarifas bem bacanas. Atualmente, é possível encontrar passagens por uns R$ 1.500 ida e volta em promoções. Outra vantagem é que com eles você acumula milhas na Gol, os smiles, e pode fazer voos nacionais.

– Lisboa é uma cidade grande e, por isso, optei por me hospedar na região da Baixa, na parte antiga da cidade, e quase não gastei com táxi e ônibus. Andava para todo canto. Fiquei no Home Lisbon Hostel, um dos melhores do mundo (e já contei aqui).

–  A cidade tem excelentes hostels para quem quer economizar e fazer amigos. Se optar por um hotel prefira um próximo ao metrô. Comprei o bilhete do ônibus numa banca para pagar mais barato nas passagem. Quando você paga direto ao motorista é mais caro. Ah.. ônibus lá é autocarro e os bondes são os elétricos (veja os trajetos aqui)

– Nem pense em Lisboa como uma cidade antiga, mas um lugar repleto de juventude. Há bares bem legais no Bairro Alto. Experimente a cerveja Sagres, a mais vendida de Portugal, e a ginginha, uma espécie de licor.

diana-viaja-cerveja-lisboa
Cerveja no Chiado e o Castelo de São Jorge ao lá no fundo

 

– Comece o passeio pela Praça do Comércio e repare no vai e vem dos elétricos (bondinhos). No centro da praça está o Arco da Rua Augusta. Subindo a Rua Augusta, que é cheia de bares e lojas, você chega no Rossio.

– Vá para Belém: visite o mosteiro dos Jerônimos, os Pastéis de Belém (saiba tudo aqui), a Torre de Belém e o Padrão dos Descobrimento às margents do rio Tejo.

lisboa-padrao-do-descobrimento.jpg
Padrão dos Descobrimentos

– O Castelo de São Jorge é imperdível. Vá no fim de tarde, sem pressa para ver o por do sol e apreciar a cidade do alto. A entrada custa 8,5 euros e há descontos para estudantes e idosos (veja aqui).

diana-viaja-castelo-sao-jorge.jpg

diana-viaja-rua-agusta

– O Elevador de Santa Justa, no Chiado, também oferece uma vista legal da cidade.O tíquete custa 5 euros e vale para duas viagens. Se for no fim de tarde, pode ver o pôr do sol lá de cima. O elevador sai no Largo do Carmo onde há a Igreja e o Convento do Carmo. O elevador funciona de 7h – 23h todos os dias, exceto no inverno quando custa 22h. À noite as filas costumam ser maiores. O endereço é Rua do Ouro 1.150. A estação de metro mais próxima é a Rossio-Baixa. De lá ande até o Bairro Alto, considerado a parte boemia da cidade.

 

 

bairro-alto-lisboa-diana-viaja.jpg
Cores de Lisboa no Bairro Alto

– Também no Chiado tem o café “A Brasileira” onde o destaque é a estátua do poeta Fernando Pessoa.

– Tire um dia para visitar Sintra e Cascais (Olha o meu roteiro aqui)

– Para fazer compras as ruas do Chiado são boas e há o shopping Armazéns do Chiado:  Sephora, Fnac, Benefit, Levis e etc nas proximidades.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s